sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Introdução ao Espírito da liturgia - Reflexão


"O ser humano se serve de Deus segundo as próprias necessidades e assim se coloca, na realidade, acima dele. Com isto já se alude a segunda coisa: trata-se de um culto feito de autoridade própria." "Este culto se torna, assim, uma festa que a comunidade cria por si mesma; ao celebrá-la, a comunidade nada mais faz que se confirmar a si própria. Da adoração á Deus se passa para um círculo que gira em torno de si mesmo: comer, beber, divertir-se.
A dança ao redor do bezerro de ouro é a imagem desse culto que busca a si próprio e se torna uma espécie de banal autosatisfação. A história do bezerro de ouro é uma advertência contra um culto realizado segundo o molde pessoal e a busca de si mesmo, em que, finalmente, não está mais em jogo Deus, ma a formação, por iniciativa pessoal, de um pequeno mundo alternativo..
A liturgia, então, se torna de fato um jogo vazio. Ou ainda pior, o abandono do Deus vivo camuflado sob o manto da sacralidade."  Pg. 19

Breve comentário: 

A palavra "a si mesmo" ou no seu sentido mais restrito, aparece em torno de sete vezes somente neste trecho; que foi extraído desta maravilhosa obra do então cardeal Joseph Ratzinger, o nosso Papa Emérito Bento XVI.
Quem não imaginava que o culto ao bezerro de ouro feito pelos israelitas enquanto Moisés estava no alto da montanha não era simplismente uma idolatria? pois bem, na meditação de Ratzinger era isto e muito mais, era um culto vazio em que buscava descer Deus e elevar-se a si mesmo. Um culto simplista, festivo e auto-suficiente, um culto que julgamos nos dias de hoje como um culto onde o homem está no cento e se si satisfaz, enquanto Deus desce até ele para servi-lo.
E isto está cada vez mais presente nas nossas comunidades nos dias de hoje, onde o que "eu faço" ou "eu crio" é que torna a celebração mais "animada", mais independente; e o que preside a celebração - Aarão - é quem conduz o povo a dançar ao redor do bezerro de ouro.

Wagner Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário