quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Dia 28 de agosto - Dia de Santo Agostinho

Santo Agostinho

"Deus é como o médico, não atende os desejos do doente; atende apenas às exigências da saúde."

Sermão 75
Nós sofremos com a agitação das ondas, mas é o Senhor que nos transporta.

Dos Sermões de Santo Agostinho, bispo.

Em tudo aquilo que faz, o Senhor nos ensina como viver aqui na terra. Não há ninguém neste mundo que não seja viajante, ainda que nem todos desejem voltar à pátria. Sofremos com as ondas e as tempestades que decorrem da viagem. Mas, pelo menos, permanecemos na barca. Pois, se há perigo até dentro da barca, fora da barca a morte é inevitável! Aquele que nada em alto mar pode ter braços muito possantes; contudo, cedo ou tarde, vencido pela imensidão das águas, é por elas tragado, e desaparece. Assim, é necessário permanecer na barca, isto é, ser transportado pelo lenho, para poder atravessar o mar. Esse lenho que
transporta a nossa fraqueza é a cruz do Senhor, da qual trazemos o sinal, e que nos impede de ser tragado pelo mundo. Nós sofremos com a agitação das ondas, mas é o Senhor que nos transporta.A barca que transporta os discípulos, isto é, a Igreja atravessa as águas, e as tempestades das provações assaltam-na. O vento contrário, ou seja, o demônio que faz oposição à Igreja, não se acalma. Ele se esforça por impedi-la de chegar ao repouso. Mas grande é aquele que intercede por nós. Com efeito, na tumultuosa navegação em que pelejamos, ele transmite confiança, vem ao nosso encontro e nos reconforta, de medo que, abalados pela barca, nós nos deixemos abater e nos atiremos ao mar. Pois, mesmo se a barca é sacudida, é ainda assim, uma barca: só ela transporta os discípulos e recebe Cristo. Ela está em grande perigo sobre o mar, mas fora dela, logo pereceremos. Mantém-te firme na barca, e ora ao Senhor. Todos os conselhos podem faltar; o leme torna-se insuficiente; as velas estendidas, mais perigosas que úteis. Quando todos os socorros e as forças humanas falharem, só resta aos marinheiros o propósito de orar e erguer os corações para Deus. Por acaso, aquele que conduz os navegantes até o porto, irá abandonar a Igreja e não a conduzirá ao repouso?


Sermão 75 (Patrologia Latina, 38, 475-476)
Fonte: http://patristicabrasil.blogspot.com.br/2011/09/santo-agostinho-354-430.html


Santo Agostinho e o anjo

Todas as Pessoas da Santíssima Trindade são um só Deus?
Sim, todas as Pessoas da Santíssima Trindade são um só Deus.
O grande Bispo e Doutor da igreja, Santo Agostinho, passeava um dia na praia,em profundo pensamentos.
 Com a maravilhosa agudez de seu gênio, tentava inútilmente compreender o mistério da Santíssima Trindade: O Pai é Deus. O Filho é Deus. o Espírito Santo é Deus.
 Mas todas as três Pessoas divinas são um só Deus.
 Sua mente esvaía-se nas sombras do mistério, quando improvisamente, apareceu-lhe um gracioso menino, que alegremente se preocupava em enterrar a mãozinha na areia.
 O que faz, perguntou o Santo?
 Quero colocar neste buraco toda a água do mar.
 É impossível! Como pode tão pequeno buraco conter a imensidade do mar?
 E como pode sua débil mente conter os altíssimos mistérios de Deus?
 E o menino desapareceu. Era um anjo.
 Santo Agostinho comprrendeu então a lição.
 É o mais sublime de nossa religião o mistério da Santíssima Trindade.
 Supera a capacidade de nossa mente, mas não é um absurdo que a violente.
 Deus não é Uno e Trino na natureza: é Uno quanto à natureza; é Trino quanto às Pessoas.
 Adoremos o mistério de Deus, unindo nosso louvor àquele de todo o Paraíso: "Glória ao Pai ao Filho! Ao Espírito Santo!
 Uníssono entoava o paraíso: Senti-me inebriado ao doce canto".

Fonte: http://messiah.sites.uol.com.br/Fe/capitulo23.html

"Vou te dar um meio de louvar a Deus durante o dia inteiro, se o quiseres. Tudo o que fizeres, faze-o bem e terás louvado a Deus."


Celebramos neste dia a memória do grande Bispo e Doutor da Igreja que nos enche de alegria, pois com a Graça de Deus tornou-se modelo de cristão para todos. Agostinho nasceu em Tagaste, no norte da África, em 354, filho de Patrício (convertido) e da cristã Santa Mônica, a qual rezou durante 33 anos para que o filho fosse de Deus.

Aconteceu que Agostinho era de grande capacidade intelectual, profundo, porém, preferiu saciar seu coração e procurar suas respostas existentes tanto nas paixões, como nas diversas correntes filosóficas, por isso tornou-se membro da seita dos maniqueus.

Com a morte do pai, Agostinho procurou se aprofundar nos estudos, principalmente na arte da retórica. Sendo assim, depois de passar em Roma, tornou-se professor em Milão, onde envolvido pela intercessão de Santa Mônica, acabou frequentando, por causa da oratória, os profundos e famosos Sermões de Santo Ambrósio. Até que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida.

O seu processo de conversão recebeu um "empurrão" quando, na luta contra os desejos da carne, acolheu o convite: "Toma e lê", e assim encontrou na Palavra de Deus (Romanos 13, 13ss) a força para a decisão por Jesus:"...revesti-vos do Senhor Jesus Cristo...não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências".

Santo Agostinho, que entrou no Céu com 76 anos de idade (no ano 430), converteu-se com 33 anos, quando foi catequizado e batizado por Santo Ambrósio. Depois de "perder" sua mãe, voltou para a África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade. Isto, até ser ordenado Sacerdote e Bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da Graça e da Verdade.


Santo Agostinho, rogai por nós!

Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php?

2 comentários:

  1. sto agostinho,obrigada por me ouvir e recuperar meu filho.

    ResponderExcluir
  2. Amado Santo Agsotinho, Deus sabe o quanto te amo e te aprecio, amo os seus livros profundos e deveras edificantes, já estou no quinto livro seu, já lí cinco livros seus, e a cada livro que leio me achego mais e mais a Deus. Eu te amo Santo Agostinho, tenho um único Bispo aqui na terra, que me pastoreia, ele não está presente fisicamente, mas é o meu único Bispo, seu nome é Santo Agostinho, ele me ensina, ele me exorta ele me aconselha, eu era tão ignorante, não acreditava que Deus castiga achava que isso era bobagem, aprendí minunciosamente e detalhadamente como que Deus procede ao pecarmos, compreendí direitinho através do livro O LIVRE ARBÍTRIO de Sto. Agostinho. Agora tenho pavor de pecar, penso mil vezes antes de fazer qualquer coisa. Obrigada meu amado, gênio o homem mais inteligente que pisou nesta terra. Te mo , te amo, te amo.

    ResponderExcluir