segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Evangelho do dia


Evangelho - Lc 21,1-4
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21,1-4

Viu também uma pobre viúva
que depositou duas pequenas moedas.

Naquele tempo: 
Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas 
depositando ofertas no tesouro do Templo. 
Viu também uma pobre viúva 
que depositou duas pequenas moedas. 
Diante disto, ele disse: 
'Em verdade vos digo que essa pobre viúva 
ofertou mais do que todos. 
Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, 
aquilo que lhes sobrava. 
Mas a viúva, na sua pobreza, 
ofertou tudo quanto tinha para viver.' 

Palavra da Salvação. 



Comentário

Muitas pessoas passam a vida inteira entregues ao prover financeiro, ao dinheiro e coisas insignificantes que simplesmente passam. A nossa sociedade hoje é um exemplo claro disto, basta tirar do bolso de alguém que poderá ver a dor e a revolta em ações simultâneas.
Esta viúva poderia ter sido vítima de tal avareza, entregando-se totalmente a providência de seus investimentos, trabalhos e negócios. Tomada de tal desprendimento espiritual mergulhou em si, confiando extremamente em suas provisões e nada mais.
Uma vez que quando colocamos qualquer coisa no lugar de Deus, logo vem á frustração e a tristeza causadas pela confiança nas coisas do mundo, a viúva caiu em si em sua investida idolátrica.
Por uma razão qualquer de dificuldade financeira, perda de posses ou algo parecido, esta mulher caiu na pobreza e encontrou a providência divina como companheira.
Tomada de arrependimento e confiança em Deus, ela encontrou o caminho, encontrou a felicidade sincera através da experiência da humildade.
Jesus a notou rapidamente e a observou com profunda compaixão, Ele fez deste momento um marco de exemplo de entrega e confiança na providência divina.
Claro que a história desta viúva poderia ter sido diferente da contada aqui, mas de qual pessoa não poderia servir esta experiência como exemplo nos dias de hoje?
O maior remédio contra a avareza é a esmola, confiar na providência divina e ter a humildade de aceitar que tudo pertence ao criador, que Ele cuida dos pássaros e dos lírios do campo, quanto mais a nós, teus amados filhos!

 Wagner Souza




Nenhum comentário:

Postar um comentário