quarta-feira, 11 de julho de 2012

11 de julho - São Bento

São Bento de Núrsia 

"O tempo passado diante do sacrário é o tempo mais bem empregado da minha vida."


"Quando cantarmos os salmos, nosso coração deve ressoar juntos com as palavras cantadas."

O Patriarca dos Monges do Ocidente, nasceu por volta do ano 480 na província de Núrsia - Itália, era de
uma família de alta nobreza e com uma sólida formação familiar cristã, mas renunciou os estudos superiores, escandalizado com a vida imoral que encontrou em Roma. Seu lema "ora et labora" ("reza e trabalha"), não perdeu ainda hoje a sua importância e eficácia como desafio e modelo de santidade perfeita. Durante a vida, construiu mosteiros, curou doentes, ressuscitou mortos, enfrentou tiranos e fundou a Ordem Beneditina. Iluminado por tantas graças, Bento tinha o Dom da profecia. Era sua capacidade de anunciar, com indiscutível precisão, acontecimentos futuros. A graça da compunção e o Dom das lágrimas fazia de bento um homem compassivo e profundamente orante. Como que associado ao Dom da profecia, as lágrimas lhe desciam os olhos diante das revelações que Deus o permitia receber. De sua morte, sabe-se que morreu consciente, pois sabia a hora de sua chamada e, inclusive seis dias antes, mandou preparar o seu túmulo. Doente e com o corpo abatido pelas severas penitências, dirigiu-se à Celebração Eucarística, comungou e, morreu de pé, sustentado por seus discípulos (isso por volta do ano 547). Mesmo depois de morto ainda realizou, por meio de seus filhos espirituais, uma obra civilizadora e evangelizadora colossal. O Papa Pio XII chamou-lhe, a justo título, Pai da Europa.

São Bento servia-se do sinal da cruz para fazer milagres e vencer as tentações. Daí, veio o costume muito antigo, de representá-lo com uma cruz na mão.

C.S.S.M.L.
Crux Sacra Sit Mihi Lux
(A Cruz Sagrada seja minha luz)
N.D.S.M.D.
Non Draco Sit Mihi Dux
(Não seja o dragão meu guia)
V.R.S.N.S.M.V.
Vade Retro Sátana Nunquam Suade Mihi Vana
(Retira-te, satanás, nunca me aconselhes coisas vãs)
S.M.Q.L.I.V.B. 
Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas
(É mau o que ofereces, bebe tu mesmo os teus venenos)


ORAÇÃO DE SÃO BENTO

Dá-me, benigníssimo Jesus,
a inteligência que Te entenda,
a sabedoria que Te encontre,
o espírito que Te ame,
o ato que Te glorifique,
os ouvidos que Te ouçam,
os olhos que Te vejam,
a língua que Te louve,
a paciência que suporte os males permitidos por Ti.
Dá-me Tua presença;
dá-me a feliz ressureição, e como prêmio,
a vida eterna.
Amém!

Fonte: http://salvemaria.sites.uol.com.br/sbento.htm





Nenhum comentário:

Postar um comentário